roubo em condomínio roubo em condomínio

Roubo em condomínio: saiba como agir caso o morador esteja viajando

3 minutos para ler

Um dos pontos fundamentais na administração condominial é entender a responsabilidade sobre os bens e a segurança do local. Essa é uma questão essencial, principalmente em caso de roubo em condomínio.

Em situações específicas, quando comprovada a culpa do síndico ou dos funcionários do condomínio, ele pode ser responsabilizado pelos prejuízos sofridos pelo morador. Portanto, é fundamental saber como prevenir essas ocorrências e como agir caso aconteça.

Nesse momento, uma das principais dúvidas que surgem é o que fazer se acontecer um roubo ou furto no condomínio enquanto o morador está viajando. Pensando nisso, separamos as principais dicas sobre o assunto. Confira!

Registre a ocorrência

Ao identificar um roubo em condomínio, o primeiro passo é comunicar à polícia e registrar o Boletim de Ocorrência (B.O.); dessa forma, as autoridades podem iniciar as investigações para tentar encontrar o criminoso e, quem sabe, recuperar parte dos objetos roubados ou furtados.

Caso tenha câmeras de segurança e outras medidas de controle de acesso de pessoas no local, forneça os materiais para auxiliar no trabalho policial. Em geral, a investigação esclarece como aconteceu o roubo ou o furto, assim, é possível identificar eventuais falhas de segurança e desenvolver novas estratégias.

Comunique o morador

Se o morador estava viajando quando aconteceram os fatos, o síndico tem o papel de comunicá-lo sobre a situação. Esse momento se torna ainda mais delicado devido à distância, então é importante que a conversa também o tranquilize, afinal, dificilmente ele terá condições de retornar nas próximas horas.

Assim, o síndico deve explicar o que aconteceu e já informar as medidas tomadas, como o registro do B.O., colocando-se à disposição para prestar auxílio até que ele retorne.

Aproveite a oportunidade para verificar quais são as regras sobre a responsabilidade: em alguns casos, a convenção deixa claro em que situações o condomínio deve responder pelos prejuízos sofridos pelos moradores em caso de furtos ou roubos, principalmente quando acontecem nas áreas comuns.

Tome medidas de segurança

Um dos pontos fundamentais é sempre tomar todas as medidas preventivas de segurança para prevenir essas ocorrências. Além de reduzir os riscos, essa prática evita que o síndico ou o condomínio sejam responsabilizados por não terem adotado as providências necessárias.

Aqui, a dica é avaliar as condições em que o crime aconteceu e identificar as falhas de segurança para aplicar as melhorias necessárias. As principais medidas são:

  • controle de acesso de pessoas;
  • instalação de câmeras de vigilância;
  • definição de regras claras na convenção de condomínio a respeito da circulação de terceiros nas dependências.

A conscientização de todos os moradores sobre a importância de observarem as normas de segurança e de terem atenção ao autorizar o acesso de terceiros também é fundamental para garantir um ambiente mais seguro.

Como vimos, é essencial que o síndico saiba de que forma agir diante de um roubo em condomínio quando o morador está ausente. Para ajudar com a identificar as melhores estratégias e esclarecer eventuais dúvidas, consulte um advogado especializado.

Então, gostou do conteúdo? Se ainda tem alguma dúvida ou conhece outras dicas sobre como agir nessas situações, deixe o seu comentário!

Posts relacionados

Deixe um comentário